Para Dante entrevista Bruno Mantovani | Apaixonei-me pelo meu ídolo – Para Dante Blog
Blog
22 de junho às 09:00
Para Dante entrevista Bruno Mantovani

Nossa entrevista de hoje é com o compositor Bruno Mantovani, de São Bernardo do Campo, de 23 anos. Além de compositor, ele também é professor de educação física e ainda está ingressando nos estudos de empreendedorismo e Marketing Digital. Com 14/15 anos, a vontade de tocar já nascia nas veias e o mesmo já tinha algumas bandas como inspiração. Mesmo com os pais não levando muita fé, hoje ele já possui mais de 8/9 anos tocando guitarra e violão.

Para o ano de 2019, Bruno quer ingressar de vez nos palcos, que por conta de um impasse, não o conseguia. Mas que agora faltam apenas questões técnicas para começar realizar shows por diversos lugares.

Em seu instagram, Bruno foca nos vídeos, covers e outros conteúdos exclusivos que com a sua marca tem sempre um espaço especial, e em uma entrevista super bacana, ele veio contar um pouco mais sobre pra gente.

Para Dante: Como você começou na música?

Bruno: Comecei por volta de 2010/2011 sempre gostei de ouvir muitas guitarras, ouvia muito rock e foi mais ou menos aí que tudo começou

Para Dante: Qual a importância da música na sua vida?

Bruno: A importância… eu acho que se eu fosse mensurar de 0 a 100, eu diria 101 sabe? (risos) Eu estudo outras coisas, sou professor, mas a música chega ser acima de tudo

Para Dante: Qual foi a sua primeira música gravada?

Bruno: A minha primeira música gravada foi “Cara de Mocinha” e eu retirei de um memes a ideia, não lembro direito qual agora. Eu só escrevia coisa romântica e não tava virando, aí decidi escrever uma mais pra  cima e virou. Um artista local acabou gravando ela mas não teve tanto alcance assim, mas foi a primeira.

Para Dante: Você já se imaginou fazendo algo que não fosse compor ou cantar?

Bruno: Eu me imagino sim! Empreendendo bastante, como professor, técnico de futebol. Mas não consigo me imaginar fazendo só uma coisa, gosto de fazer várias.

Para Dante: Em cima dos palcos ou apenas nas “canetadas” e nos acordes? Porque?

Bruno: Pretendo voltar para os planos lá pra agosto, fazendo alguma participação. Antigamente eu tinha problema de fazer show por que tinha as amígdalas inflamadas. Mas pretendo voltar sim e continuar com as canetadas.

Para Dante: Você tem algumas músicas que já foram gravadas por alguns artistas. Tem alguma que você considera mais importante?

Bruno: A gente pode falar das três que estão no TOP 20 da Connect Mix: a “Aham“, do Lucas Lucco, “Rapariga Digital” da Naiara Azevedo e “Espaçosa Demais” do Felipe Araújo.

Para Dante: Qual (is) artistas você tem como influência na hora de compor?

Bruno: Não seria nenhum artista em específico, mas outros compositores em específico sim

Para Dante: Quais são seus projetos para o futuro?

Bruno:  Continuar no meio, no empreendedorismo, na música, ver o que dá mais pra frente

Para Dante: Qual a experiência mais bacana que já viveu desde que começou a compor?

Bruno: As amizades, as parcerias, são as melhores coisas.

Nós amamos conversar com pessoas que colocam o sonho na frente de tudo e não hesitam em preencher o coração de muito amor! Nós, do Para Dante, desejamos à você Bruno, muito sucesso! Que sua carreira seja brilhante e que você cresça infinitamente. Nossas portas sempre estarão abertas para você, tenha certeza disso!

Sigam o Bruno lá no instagram: @_brunomantovani_ e fiquem por dentro de tudo! Vocês vão amar e vão se encantar por todo talento que ele tem. Temos certeza!

Um beijo e até a próxima semana!

Larissa Santos

Compartilhe:  
Batalha de Ídolos
Instagram