Reencontro: Quando você menos espera | Apaixonei-me pelo meu ídolo – Para Dante Blog
Histórias de Fãs
16 de julho às 13:00
Reencontro: Quando você menos espera

Confie em Deus todos os seus sonhos…

História de Fã – Gabrieli Moio/Pederneiras-SP

Vou contar como foi meu reencontro com a dupla Breno e Caio Cesar, depois de um ano e meio de saudade.
Esse reencontro começou com um pedido a Deus “Eu deixo em Sua mãos, pra quando for da Sua vontade”, desde então se passou 1 ano e meio. A notícia veio por meio da minha mãe assim que comentei que aconteceria um evento na cidade ao lado, “Breno e Caio Cesar vai estar na festa”, ela disse, no momento eu não acreditei, achei que ela estava brincando, mas depois eu ouvi e tive a confirmação, meu reencontro estava marcado pro dia 9 de julho.
Quando chegou o tão esperado dia eu estava em primeiro lugar no ranking das pessoas mais ansiosas do mundo. O evento começaria às 14:00 e eu acordei às 3:30 da madrugada, não consegui mais pregar os olhos.

Eu estava acompanhada da minha tia, ela quem me apresentou à dupla há 5 anos. Com o horário de ônibus de Pederneiras à Jaú, eu chegamos lá 10:00 da manhã, então fomos procurar algo pra comer já que não havíamos comido nada. Tínhamos a opção de ir de ônibus ou táxi até o local do show, mas considerando que ainda estava cedo resolvemos ir andando, aí foi minha primeira experiência com o GPS, até que não foi muito difícil, chegamos 12:00. E tivemos que esperar minha amiga com os convites, que chegou 14:00, finalmente entrei e com muito custo consegui ficar bem em frente ao palco onde ao lado tinha um vãozinho que dava pra ver quem chegava, lá se foram algumas horas em pé e com sede. Se eu saísse de lá pra fazer qualquer coisa perderia meu lugar, quando bateu o cansaço achei um lugar ao pé do palco que dava pra sentar. Meu tempo estava se esgotando, já se passava das 19:00 é a única notícia que eu tinha dos gêmeos é que eles tinham chegado no hotel, eu tinha horário pra ir embora senão teria que dormir na rodoviária e isso resultaria com encrenca com meus pais. Mas ali sentada ao pé daquele palco, no qual já havia passado vários outros artistas, eu me desliguei de tudo o que estava a minha volta e me concentrei em conversar com Deus mais uma vez dizendo que estava nas mãos Dele.

Fiquei mais um pouco ali sentada e quando levantei, algo fez com que eu olhasse por aquele vãozinho pela milésima vez, e então vi meu ídolo ali, sorrindo, prestes a subir ao palco. O cansaço sumiu, a dor nos pés foi embora e nem me lembrei da sede, minhas pernas amoleceram e meu coração foi a mil. Deus havia me atendido. Foi um dos melhores shows que já fui, a atenção que eles me deram foi inesquecível. E assim que eles terminaram de cantar olhei pro vãozinho e eu vi minha amiga passando por ele, saí de onde eu estava e fui, eu apenas tinha que abraçar meus meninos de novo. Consegui passar e vi eles ali, mais perto ainda, era como se minha mente focasse somente neles. Caio tava tirando foto com alguém e o Breno sozinho, fui por trás dele e o abracei “Ahhhh oiiiii!“, ele disse. E então eu me virei de frente pra ele e o abracei de novo, dessa vez mais forte, foi muita reciprocidade em um abraço só.

 

Breno e Gabi bem abraçadinhos

Conversamos um pouco sobre como eu estava com saudade, mas aí vi minha melhor amiga, essa que conheci através deles, fui a abraçar e não aguentei e comecei a chorar, era saudade dela e deles acumulada, fiquei sabendo mais tarde pela minha tia que deixei o Breno falando sozinho e to com peso na consciência por isso, só pode ser eu pra deixar o ídolo falando sozinho mesmo, pode por na lista dos micos que já paguei na frente deles  (rindo de nervoso). Minha tia disse pra eu abraçar minha amiga depois e ainda chorando olhei pro Caio que me deu um sorriso lindo, foi a vez de o abraçar, mais reciprocidade, conversamos um pouco também, tiramos uma foto e ele se lembrou que já tivemos alguns encontros mesmo sem eu ter falado sobre saudade com ele.

Caio e Gabi com sorrisos apaixonantes!

Fiquei um pouco ali os observando conversar com outras pessoas, até brinquei com o Caio quando ele estava todo distraído “Nossa que moço sério”, achei que ele não tinha me ouvido, quando ele olhou pra mim e sorriu. Foram os momentos finais, eles saíram e quando me dei conta do que tinha acontecido caí em prantos. Quis me ajoelhar no chão ali mesmo e agradecer a Deus por ter atendido minhas orações. Não só as minhas, mas de de um anjo que estava em casa, mesmo muito longe dali, torcendo e pedindo a Ele que me ajudasse, esse anjo me deu apoio desde quando soube que teria meu reencontro e foi esse anjo que mesmo longe se fez presente em todos os momentos com eles… Se fosse pra eu dizer algo sobre esse reencontro é “Confie em Deus todos os seus sonhos”

Compartilhe:  
Batalha de Ídolos
Instagram